Viver o evangelho e estar preparados para a vida eterna

ARISTOCRACIA

 

Maxwell Alves

DEFINIÇÃO E CARACTERÍSTICAS

Etimologicamente, “governo dos melhores”. Na classificação de Aristóteles, que associava o critério qualitativo ao quantitativo, o termo seria aplicado, com justeza, unicamente aos governos constituídos de um pequeno número de cidadão virtuosos.

Era a forma ideal de governo, preferida pelos filósofos políticos da Antiguidade.

Distinguia-se da oligarquia, pela qualidade, e da democracia, pela quantidade

Historicamente, porém, as formas da aristocracia afastaram-se do padrão clássico, passando a identificar-se mais com a forma aristotélica de oligarquia, em que um pequeno número de dirigentes priviiegiados usufrui o poder em benfício próprio.

Entretanto, como governo dos melhores e mais aptos, a aristocracia não é, em si mesma, incompatível com os ideais de democracia representativa.

Na democracia indireta, o governo e sempre exercido por uns poucos.

A questão fundamental não reside na quantidade de dirigentes, mas em sua representatividade, o que depende , essencialmente , do processo por que são escolhidos.

Nas sociedades onde esse processo é eficaz, a ascensão de uma elite não macula o caráter democrático das instituições.

O termo “aristocracia” também é comumente utilizado para designar “a classe nobre, os fidalgos”.

NA ATUALIDADE

Na atualidade, em função da valorização do sistema democrático e dos direitos iguais, esta camada social aparece em poucas nações do mundo.

Fontes:
EnciclopédiaBarsa
Sua PesquisaPesquisa.com

 

 

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas