Viver o evangelho e estar preparados para a vida eterna

ASSASSINOS DO AMBULANTE NO METRÔ DE SÃO PAULO

 

ASSASSINOS DO AMBULANTE

Luiz Carlos Ruas, ambulante que foi espancado até a morte após ajudar travestis

Luiz Carlos Ruas, ambulante que foi espancado até a morte após ajudar travestis

Nome: Ricardo do Nascimento Martins
Idade: 21 anos
Profissão: Pedreiro

DECLARAÇÕES DO ASSASSINO
Estou arrependido
Não sou uma má pessoa

Nome: Alípio Rogerio Belo dos Santos
Idade: 26 anos

Alegou ter ajudado o primo a se defender de uma garrafada

O AGREDIDO
Nome: Luiz Carlos Ruas
Idade: 54 anos
Profissão: Ambulante

MOTIVAÇÃO PARA AS AGRESSÕES
Ruas, o ambulante, teria tentando defender uma travesti, moradora de rua da região, das agressões dos dois jovens.

NOTA DO METRÔ
O Metrô informou que não havia seguranças na estação no momento do crime, mas defendeu que a quantidade desses agentes nas estações atende à demanda.

NOSSAS OBSERVAÇÕES
Sobre o Metro:
Se a quantidade de agentes atende à demanda onde eles estavam e o que estavam fazendo?

Sobre a travesti:

Quem é a travesti de rua?

Sobre Ruas?

Porque Ruas estava trabalhando na noite de natal?

A garrafa que Ruas teria dado nos agressores é verdade ou mentira?

MOTIVOS PARA ESSE RESUMO E ESTAS PERGUNTAS

Entender o comportamento de todos os envolvidos. Toda contribuição para o estudo é bem vinda.

Nehnum tipo de  violência, seja contra pessoas ou até mesmo contra animais, pode ser aceito pela sociedade.

 

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas